sexta-feira, 2 de novembro de 2012

A Grafologia no Brasil


A Grafologia é a ciência que estuda a personalidade das pessoas através da ortografia, ou seja, da escrita. A letra, o traçado, bem como a pressão e outras características da caligrafia podem apontar contrastes importantes de nossa personalidade. Nosso comportamento influencia diretamente em nossa coordenação motora e resulta por fim na alteração da escrita. A Grafologia em nada se associa com esoterismo, misticismo. Trata-se de um estudo sério não embasado em adivinhações e sim fundamentado em comprovações por meio de pesquisas.  



A Profissão de Grafólogo no Brasil. 



A profissão de grafólogo (ou grafologista) no Brasil foi legalizada e reconhecida no ano de 2006 pelo Decreto-Lei 5452/43. Geralmente os graduados em Psicologia, Direito Criminal, Pedagogia, Licenciatura, Recursos Humanos e Administração seguem se especializando na área da Grafologia, pois a mesma é boa ferramenta para quem trabalha com pessoas, seja na gestão delas ou com análise da psique.  

Os profissionais que exercem a Grafologia devem obedecer a um código de ética profissional. Dentre algumas das normas podemos citar:



  • O grafólogo deve trabalhar exclusivamente com manuscritos originais para análise.

  • Apesar de a Grafologia fornecer indícios que apontem anomalias psíquicas, químicas ou físicas, o grafólogo não deve fazer diagnósticos médicos.  

  • O grafólogo manterá estrita confidencialidade, por qualquer que seja o meio de comunicação, quanto às informações que obteve a respeito das pessoas cujos manuscritos foram por ele analisados. O segredo profissional deve ser observado tanto verbalmente quanto pelos documentos gerados.

  • O grafólogo será objetivo e ético em todas as suas análises profissionais. Não deve mencionar as características pessoais que não estiverem diretamente ligadas com as funções definidas pelo empregador e/ou seus representantes constituídos toda vez que estas informações possam influenciar decisões relativas a admissões, demissões, promoções profissionais.

  • O grafólogo não pode associar-se ao ocultismo ou à adivinhação, nem deve permitir que a grafologia e/ou a profissão do grafólogo sejam mencionadas, por qualquer que seja o meio de comunicação, relacionadas a tais atividades.


Fonte: Sociedade Brasileira de Grafologia



A Grafologia na atividade de Recursos Humanos pode apontar se o candidato a determinada vaga poderá adequar-se perfeitamente a mesma. Além disso a grafoanálise (como é chamada a avaliação da grafia) pode ajudar o Gestor de RH a planejar uma equipe produtiva, associando pessoas tímidas àquelas com desenvoltura, quietas às extrovertidas. Não somente isso. A Grafologia auxilia na descoberta de uso de entorpecentes e tendências a comportamentos violentos. 











Outros Contatos com Evelyn Castilhiano: literaturas@yahoo.com.br



Leia mais...



Nenhum comentário:

Postar um comentário