quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Pit Bull: Monstro ou um cachorro como outro ?



O Pit Bull é uma raça geneticamente modificada, o que explica o peitoral e crânio mais rígidos, resistência impressionante à doenças, dor, característicos dele e ausentes em outros cães de quaisquer raças divergentes. O Pit Bull vem sendo subjulgado há muitos anos pela mídia influenciadora da sociedade e seu sensacionalismo.


 A verdade é que até mesmo um leão selvagem pode ser criado em cativeiro. O monstro não é o cachorro e sim o dono. É possível disciplinar um cão Pit Bull para matar ou para ser um fiel e amável companheiro. Em alguns países o Pit Bul é criado para tornar-se guia de deficientes visuais.

A cadela Pit Bull Roots já está na família que a cria há mais de 10 anos e nunca atacou ninguém, a primeira vez que a vi percebi a sorte que Roots teve de ser criada com tanto amor. Sadan, apesar da cara e nome de bravo, foi um ótimo amigo, brincava com o bebê que se tornou um homem ao lado dele e chorou  quando o amado Sadan faleceu de velhice. Sadan foi mais fiel do que muitos amigos humanos (desumanos).


Para criar um Pit Bull é necessário ter amor como por qualquer outro cachorro. Muitos homens são bons cidadãos a vida inteira e um dia assassinam alguém sem explicação aparente,  a causa vem de algum momento do passado. Um Pit Bull, quando filhote, precisa ter contato com jovens, idosos, bebês e crianças para ser condicionado a conviver com todo tipo de gente, não deve ser agredido. No entanto assim como outro cão ele é territorialista, ciumento e sob estresse de barulho (fogos de artifício, som alto, etc) pode atacar por instinto natural, mecanismo de defesa ou devoção ao dono. Um poodle por exemplo faria o mesmo. A diferença é que a força do Pit Bull é implacável. Um poodle é contido com um grito, já o Pit Bull não se limita na mesma ação.

Cães de raças pequenas são muito mais propícios a ataques, a diferença é que a mordida não fere consideravelmente.




Existem pessoas que condenam todo o tipo de Pit Bull, oferecendo veneno, promovendo rinhas para se divertir com a morte dos cachorros. Recentemente um Pit Bull foi queimado por um grupo de garotos. Quando latiu para os meninos, ele atiraram óleo fervente de cozinha na face do cachorro. O Pit Bull ficou desfigurado, o dono desolado não deixou sacrificá-lo, o cão vive até hoje assim e os agressores não sofreram nenhum tipo de punição.


É bom lembrar que apesar de servo fiel ao homem, o cachorro é irracional. Quem raciocina antes de fazer é o homem e por sua vez pratica muito mais atrocidades do que um Pit Bull.


O vídeo abaixo contém algumas imagens inanimadas, porém fortes. Faz parte da Campanha "Não A Proibição do Pit Bull".



       

4 comentários:

  1. Poste uma foto do seu Pit Bull no Twitter na campanha #pitbullamigo e coloque o link aqui para quem não tem Twitter poder conhecer o seu companheiro leal

    ResponderExcluir
  2. Caso queira que a foto com seu Pit Bull seja publicada nesse artigo nos envie a imagem com seu nome (pode ser pseudônimo mesmo), sua cidade e Estado para pensamentoerudito@yahoo.com.br

    ResponderExcluir